sábado, março 19, 2011

Formação ministério de cura e libertação.




PALESTRA


O que é ministério de oração por cura e libertação?



O Ministério de Oração por Cura e Libertação é o serviço prestado no grupo de oração, orientando seus participantes a buscar a cura e a libertação para si e para os seus, em Jesus, através da oração dos irmãos. O objetivo deste ministério é reacender a chama da fé no coração de todos, Jesus é o ontem, o hoje e sempre estará realizando seus milagres e derramando suas graças em cada um. Deus concede a seus filhos vida em plenitude em Jesus Cristo pelo poder de seu Espírito Santo.
(Fonte RCC Brasil).


COMO ORGANIZÁ-LO:

1º) Sob a orientação do coordenador diocesano ou de seu representante: O coordenador Diocesano do Ministério, que sempre estará em comunhão com o coordenador Estadual do ministério de oração por cura e libertação;

2º) Quando alguns servos já estiverem caminhando na formação indicada pelo (a) coordenador (a)Nacional do Ministério , em comunhão com o conselho nacional da RCC; Caso esse atendimento já esteja acontecendo, o que é realidade em muitos Grupos de Oração, Cidades e Dioceses, é preciso que os membros atuante nestes atendimentos, orem, estudem e reflita a respeito das gradativas ou imediatas que devem ir fazendo no modo como vêm exercendo o Ministério nos locais de Atendimento. Com simplicidade, humildade e comunhão no Espírito, visando a unidade e o verdadeiro espírito de Igreja;

3º) Com autorização – e sempre dentro das possibilidade, com acompanhamento de um sacerdote e de profissionais da saúde (médicos,psicólogos ou psicoterapeutas que, enquanto profissionais, exercerão função bem definida dentro da Equipe, diversa da atuação dos leigos ministeriados).

4º) O número de locais de Atendimento deve ser de acordo com as necessidades dos Grupos de Oração e da quantidade de servos ministeriados. Porém, recomendamos que, de acordo com o número de grupos de oração da cidade ou da Paróquia, que haja apena um núcleo do Ministério por Paróquia ou Setores Paroquiais ou mesmo por cidade , inclusive para facilitar a unidade e o acompanhamento dos servos.

5º) Esses atendimento são organizados principalmente para todos aqueles que participam do grupo de oração e desejam partilhar suas dificuldade temporais ou espirituais, e crescer na vida de oração.


6º) Convém que o ambiente seja tranquilo, arejado e de fácil acesso ao povo . Deve–se estabelecer um horário fixo , fora do horário do grupo de oração, com momento de reflexão das Sagradas Escrituras, e de oração preparatória para os servos para a Equipe, para a intercessão e para as pessoas que vão buscar aconselhamento e oração particular.

7º ) A recepção deve estar atenta a um bom acolhimento e encaminhar as pessoas para preenchimento de uma ficha –cadastro para anotações básicas, continuidade e bom funcionamento do trabalho. A seguir, serão encaminhadas para a capela do Santíssimo, ou para o atendimento individual, conforme o andamento e a programação do atendimento .

8º) Eles devem contar com a colaboração da intercessão de Combate –com intercessão intensa, contínua durante todo o atendimento às pessoas, em local apropriado e próximo ao local que está sendo feito o aconselhamento; e com os Servos do Ministério de Oração por Cura e Libertação atuantes.

9º) Deve –se distribuir o atendimento individual (escuta), com orientação espiritual e encaminhamento, para os servos já preparados. Fazer o discernimento da situação partilhada e de como atuará o Senhor. Rezar pela pessoa com imposição de mão e utilização dos carismas, e com o auxílio do intercessor (que por sua vez intercederá também sob a unção dos carismas).Depois, orientar a pessoa através do carisma da palavra de sabedoria, para que dê continuidade ao processo de cura e libertação principalmente através de sua oração pessoal .

10º) Que se faça o atendimento da mesma pessoa num período de aproximadamente cinco sessões , com o por exemplo : primeiramente um contato inicial; na segunda para avaliação do processo ; na terceira, com oração específica por cura e libertação; na quarta sessão ainda por libertação ou cura ; um quinto momento, para orientação espiritual e projeto de vida; pode –se acrescentar um a outra sessão para o repouso no Espírito. Essas sessões de Atendimento devem ser espaçadas segundo o discernimento do servo ou da Equipe e de acordo com a necessidade.

O que fazer no atendimento?



Os servos do Ministério de Oração por Cura, em seus grupos de oração e nos locais próprios de atendimento aos irmãos, têm como função:


1º) ACOLHER : todos aqueles que vierem em busca de intercessão e orientação para seus problemas pessoais e/ou dificuldades familiares ,etc.


2º) Ouvir: com atenção e zelo, tudo aquilo que vierem partilhar de suas vidas e de suas necessidades .


3º) ORAR: Por cada um que assim o deseje, e sob a inspiração dos Carismas de Revelação: a palavra de Ciência e de Discernimento dos Espíritos, procurando ajudá-los. Além dos Carismas da Palavra: Oração e Cânticos em Línguas e Palavra de Profecia; e principalmente com autoridade dos Carismas de Poder: Fé, Cura e Operação de Milagres.


4º) ACONSELHAR : sob a inspiração do Carisma de Revelação que é também a palavra de Sabedoria, dando o devido aconselhamento do que eles mesmos de sua parte precisam fazer para que cheguem à solução de seus problemas e passem a viver segundo a vontade do Pai .


5º) INCENTIVAR : para que cada um cresça na graça de DEUS, através de uma vida de oração mais intensa, de uma participação mais frequente aos Sacramentos, de uma assídua escuta ao Senhor através de Sua Palavra, e de uma comprometida inserção na vida comunitária e paroquial, além de estar participando assídua e semanalmente de um grupo de oração da RCC.


Formação dos servos Propiciar e incentivar a formação de todos servos que exercem o Ministério de Oração por Cura e Libertação e dos demais servos, através de:

FORMAÇÃO BÁSICA DAS TRÊS APOSTILAS:

Apostila
(1) “Em Jesus, o sentido da nossa missão”
(2) “Deixar-se renovar e ser testemunha”.
(3) “A batalha é do Senhor”

Encontro Nacional da RCC
Encontro Estadual da RCC;
Encontro Diocesano da RCC;
Encontros locais;

Fonte : manual de orientação Reinalda Delgado dos Santos RCC


OBEDIÊNCIA

Todos aqueles que sentirem o chamado para seguir o Senhor no Ministério de Oração por Cura e por Libertação devem exercitar –se espiritualmente na obediência ao Senhor, em primeiro lugar; e também àqueles a quem Ele mesmo constituiu em autoridade sobre nós.


SIGILO Por outro lado, precisamos nos conscientizar de que neste ministério há aspecto, fato, relato dos irmãos que não devem ficar no conhecimento de outras pessoas.

TESTEMUNHO

Como componente e base de nossa espiritualidade, também pedimos aos servos deste ministério uma comprometida atitude de ser testemunha, podendo sempre que se fizer necessário, relatar fatos e momentos da intervenção do Senhor em sua própria vida e na sua família, como também na vida dos irmãos, desde que seja resguardado o anonimato dele.

PERGUNTA:

1º) Os servos ministeriados em Oração por Cura e Libertação podem rezar nas casas das pessoas, quando solicitados?

RESPOSTA: NÃO

Pará de Minas 19/03/2011
JURANDIR

2 comentários:

  1. Jurandir que a paz do meu amado e adoado Senhor e o amor da Doce Mãe de Deus esteja com teu espírito, meu irmão por que os servos ministeriados não podem rezar nas casas quando solicitados? se quiser responder no meu e-mail eu agradeço. genival_alvessousa@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz e bem irmão, a mensagem já foi encaminhada para o Jurandir e após o carnaval ele ira lhe responder, pois ele está em Três Pontas pregando retiro de carnaval. Deus abençoe.

      Excluir

Obrigado pelo seu comentário, Deus o(a) abençoe.

Traduzir